Como deve ser a Alimentação na Gravidez

alimentação na gravidez

Que uma alimentação saudável é importante durante a gravidez, isso você já deve saber, entretanto, nem sempre as mulheres sabem porque alguns alimentos são indicados ou não durante a gestação. Para esclarecer possíveis dúvidas, seguem algumas dicas do que priorizar ou evitar no cardápio do dia-a-dia ao longo dos nove meses de desenvolvimento do bebê.

O brócolis, por exemplo, assim como outros vegetais é um ótimo alimentos para comer durante a gravidez e se destaca porque, igual a couve-flor, a couve de Bruxelas e o repolho, pode prevenir o organismo de doenças. Esses são legumes crucíferos e também são responsáveis por diminuir a chance da criança ter câncer depois de nascer, assim, você alia prevenção a uma boa alimentação na gravidez.

As frutas também são essenciais para uma gestação saudável, mas é importante também saber como escolher as melhores frutas na hora de fazer as compras. A banana ideal não é a verde nem a madura, ou seja, a melhor é a que estiver “no ponto”, pois as maduras possuem mais açúcar que fibras. Já uma dica para comprar a maçã é observar a sua casca, o indicado é que ela não esteja machucada, pois nesses locais os microrganismos podem se desenvolver e, além disso, quanto mais vermelha a maçã, mais doce.

Enquanto isso, a pera ideal é aquela que estiver com a casca ligeiramente macia, isso significa que ela está pronta para ser comida, doce e saborosa. Na hora de comprar laranjas, dê preferência as mais pesadas, isso significa que elas contam com mais sumo, ela também deve estar com a consistência homogênea e quanto mais laranja a casca, mais doce. Já quando se trata do abacaxi, o melhor é cheirá-lo, o que você também pode fazer com a manga. Se o cheiro é agradável, adocicado, está no ponto. Outra dica é puxar uma folha da coroa do abacaxi, se sair fácil, está bem maduro.

Além disso, o aconselhável é que você possa optar pelos alimentos orgânicos, isso significa que eles não possuem agrotóxicos, ou seja, venenos que podem prejudicar a sua saúde e do seu bebê. Por isso, o mais adequado é comprar as frutas e vegetais da estação, se não forem orgânicos, podem ter menos agrotóxicos.

Melhores carboidratos e proteínas para ingerir na gravidez

Carboidratos e proteínas são alimentos imprescindíveis para uma gestação. As melhores fontes de carboidrato são os cereais integrais, sejam eles arroz, farinhas, aveia, granola, milho, biscoitos, pães, massas, pois a sua carga de nutrientes será maior em comparação aos alimentos não integrais. Esses alimentos conferem calorias saudáveis ao seu organismo, o que é convertido em energia para que você possa realizar atividades e nutrir o seu bebê.

Os cereais também preservam as gorduras e proteínas responsáveis pelo desenvolvimento do bebê e os integrais auxiliam, ainda, no controle dos níveis de glicemia (açúcar no sangue), colesterol e triglicérides. Outra função é estimular o bom funcionamento do intestino, o que diminui a ocorrência de hemorroidas, sendo elas comuns no final da gravidez ou no pós-parto. Já os leites, queijos, iogurtes e coalhada são ricos em proteínas, as quais são consideradas de alto valor biológico, sendo aproveitadas em quase 100% pelo organismo.

Esses alimentos também são ricos emcálcio, que é essencial na formação da estrutura muscular e óssea do bebê. As opções com menos gordura, como o light ou desnatado são mais saudáveis. Ao se falar das leguminosas, como o feijão, soja, lentilha, grão-de-bico e ervilha, o seu destaque é a quantidade de ferro que possuem, além de fibras e proteínas. Para que a absorção do ferro desses alimentos seja mais eficiente, uma dica é associá-lo a um alimento contendo vitamina C na mesma refeição.

O que evitar comer na gravidez

Além de priorizar alguns alimentos, é aconselhável também evitar outros, nem sempre porque eles são ruins, mas porque, atualmente, o seu tipo de cultivo pode trazer malefícios ao organismo. Esse é o caso dos morangos e tomates, que costumam receber mais pesticidas, a não ser que você os compre em feiras orgânicas, uma garantia de que não recebem venenos em seu cultivo.

A ingestão de carnes é importante durante a gravidez, uma vez que são ricos em proteínas ricas em ferro, no entanto, é preciso ter alguns cuidados, como não comer carnes mal passadas, inclusive, as vermelhas. As carnes cruas podem transportar o microrganismo que causa a toxoplasmose, infecção capaz de provocar danos cerebrais ou cegueira no bebê.Já quanto aos leites e queijos, evite os não pasteurizados, porque eles podem conter uma bactéria que causa a listeriose.

Além disso, os queijos amarelos, como o parmesão, provolone e cheddar, não são os mais adequados porque são bastante gordurosos e possuem alto teor de sódio. O sal, quando consumido em excesso pode provocar retenção de líquidos e inchaço, além de favorecer a hipertensão arterial em mulheres que já têm esta predisposição.

Outros alimentos que você deve evitar na gravidez são os com excesso de açúcar, os muito gordurosos e os alimentos industrializados. Opte sempre pelos alimentos caseiros, que são mais saudáveis, desde que você conheça bem a sua procedência. A cafeína é outra substância que deve ser reduzida, pois estudos comprovam que além de reduzir a fertilidade em aproximadamente 27%, ela pode ser responsável por abortos ou anomalias no desenvolvimento do feto. O café você pode reduzir, entretanto, as bebidas alcoólicas, o melhor é eliminar, ainda mais se você está tentando engravidar.

Deixe um Comentário

Nome (Obrigatório)

Email (Obrigatório - não será publicado)

Website

Message (Obrigatório)


Todos os direitos reservados Copyright © EuQueroEngravidar.com.br .