Seu Parceiro sofre Infertilidade Masculina?

Na hora de investigar porque você não está conseguindo engravidar, é importante que o seu parceiro também esteja disposto a fazer uma série de exames, já que homens e mulheres possuem chances iguais de terem problemas de fertilidade. Assim como ocorre com o sexo feminino, os homens estão sujeitos a uma série de situações que podem atrapalhar o início de uma gravidez. Alguns deles podem ser tratados com remédios, mudança de hábitos ou cirurgia, outros, entretanto, são irreversíveis.

Embora a vasectomia seja um procedimento pelo qual o homem escolhe passar, muitos deles se arrependem, pois uma pesquisa feita em 2011 mostra que ela representa 56% dos casos em que o homem busca ajuda para a fertilidade. A varicocele corresponde a 14% dos casos e se refere a formações semelhantes a varizes que prejudicam a função testicular, pois as veias que transportam sangue dos testículos de volta para o corpo aumentam ou incham. A causa da infertilidade masculina também pode ser desconhecida e ela soma 8% dos problemas de infertilidade.

Por último, está o quadro de ausência de espermatozoides, com 6% dos casos. Para explicar isso, existem diferentes fatores biológicos e ambientais que podem resultar em baixa quantidade de espermatozoides. Anormalidades na produção ou obstrução dos canais por onde os espermatozoides passamtambém podem ser os causadores dessa redução. Embora muitas causas para a infertilidade masculina sejam raras, há uma síndrome chamada de células de Sertoli em que as células que produzem espermatozoides estão ausentes no organismo. Possíveis causas para isso são motivos genéticos, radiação, medicação, infecções ou ferimentos.

Além de problemas de nascença, a idade é outro motivo que pode levar o sexo masculino a ter problemas de fertilidade. Embora os homens produzam espermatozoides por toda a vida, diferente das mulheres que entram na menopausa e param de produzir óvulos, os espermatozoides também perdem em qualidade e quantidade com o passar dos anos. Os espermatozoides podem, ainda, ter a sua mobilidade afetada, ou seja, a sua capacidade de nadar rapidamente rumo ao óvulo.

Hábitos que interferem na infertilidade masculina

Assim como determinados hábitos prejudicam o seu intuito de ser mãe, o mesmo acontece com os homens. O fumo é um dos vilões de quem deseja ser pai ou mãe, para os homens esse hábito (ou vício) atrapalha a mobilidade dos espermatozoides, diminui o seu tempo de vida e pode causar alterações genéticas que afetam os filhos. O fumo pode prejudicar até mesmo as técnicas de reprodução assistida, além de fazer com que os homens tenham menos desejo sexual e uma vida sexual menos ativa. 

Os maus hábitos alimentares também são vilões da fertilidade, sendo que pessoas obesas tem mais dificuldade de iniciar uma gestação. Uma pesquisa sobre o assunto indicou que o aumento de 10 kg no peso do homem eleva em 10% as chances de ter problemas de fertilidade. Por outro lado, a desnutrição e a deficiência de nutrientes também podem atrapalhar o início de uma gestação, inclusive se no corpo faltarem vitaminas como a C, E, zinco, ácido fólico e selênio. Por isso, um cardápio equilibrado é o melhor caminho para os casais que desejam se tornarem pais.

O uso de drogas é outro motivo de infertilidade masculina. A cocaína ou o consumo excessivo de maconha reduzem, mesmo que temporariamente, o número e a qualidade dos espermatozoides em, aproximadamente, 50%. Isso acontece porque os espermatozoides têm receptores para determinados componentes da maconha que prejudicam a sua capacidade de mobilidade e de penetrar no óvulo. Já o álcool não parece interferir tanto no assunto, porém, o seu uso de modo exagerado prejudica o fígado. Por mais que seja um hábito saudável, andar de bicicleta pode causar impotência e infertilidade masculina, uma vez que a pressão do assento pode danificar veias e nervos responsáveis pela ereção.

Além disso, os homens que praticam mountain bike expõem o períneo (região entre o escroto e o ânus) a batidas e vibrações extremas, aumentando o risco de lesões no saco escrotal. Porém, para não ter que parar definitivamente de praticar o esporte, é aconselhável usar bermudas acolchoadas, fazer pausas durante a prática e utilizar um assento especial, além de posicionar o ângulo ideal do assento e com a altura regulada. O estresse e o superaquecimento testicular, devido a banhos quentes e saunas, também podem reduzir a quantidade de espermatozoides.

Demais problemas de fertilidade

Além dos problemas mais comuns que causam infertilidade masculina e dos hábitos que atrapalham temporariamente o desejo de um homem ser pai, existem muitas outras causas, mesmo que sejam menos comuns ou mesmo raras. Os fatores genéticos são alguns desses motivos, sendo que o sexo masculino pode ter material genético defeituoso e assim o esperma contar apenas com metade do material genético necessário para gerar um ser humano.

Doenças hereditárias também causam infertilidade, como homens com fibrose cística, que possuem canais deferentes ausentes ou obstruídos; com síndrome de Klinefelter, assim, há a destruição da superfície dos canais deferentes nos testículos durante a puberdade; a síndrome de Kartagener é rara e está relacionada à posição invertida dos principais órgãos; e a doença policística do rim, que resulta na formação de grandes cistos, podendo entre outros lugares, se instalarem no sistema reprodutivo.

Homens que trabalham em locais onde se expõem por tempo prolongado a toxinas, que tenham contato com substâncias químicas ou que sofreram infecções pode ter as suas funções testiculares reduzidas. Tratamentos com radiação, como o raio X, entre outros, podem atacar as células que produzem espermatozoides, e as deficiências de alguns hormônios são outros problemas que causam a infertilidade masculina.

Deixe um Comentário

Nome (Obrigatório)

Email (Obrigatório - não será publicado)

Website

Message (Obrigatório)


Todos os direitos reservados Copyright © EuQueroEngravidar.com.br .