O que Muda na Gestação

O que Muda na Gestação

Mães saudáveis geram crianças saudáveis, por isso, é importante estar com o organismo bem na hora de decidir como engravidar. Isso vai aumentar as chances do seu filho se desenvolver bem dentro do seu útero e nascer com muita saúde. Por isso, a gravidez planejada é a melhor alternativa para quem deseja iniciar uma gestação. O aconselhável é que antes mesmo da concepção, sejam priorizados os bons hábitos e alguns costumes sejam colocados de lado, até porque uma vida mais saudável vai ajudar a você engravidar facilmente.

Excesso de peso, fumo, uso de drogas e excesso de álcool podem atrapalhar tanto a sua fertilidade como a do seu parceiro. Além disso, esses são hábitos que não combinam com uma gestação saudável, sendo o melhor eliminá-los da sua vida na hora em que o sonho de ser mãe aparecer. Assim, você terá um tempo para se habituar e se informar bem sobre o que muda na gestação.

Gravidez nenhuma é doença, a não ser que seja de risco e o médico diga que a mulher deve permanecer de repouso. Caso contrário, você pode seguir com as suas atividades normais, porém, atentando para alguns cuidados que deve ter, até por causa das limitações que terá ao longo dos próximos nove meses.

Mudança de hábitos

Se você é fumante, esse é um hábito que definitivamente terá que largar, pois as consequências do fumo para uma gravidez são muitas. Entre elas, os movimentos torácicos do seu filho podem ficar retardados. Quando os pais fumam, a criança possui também maior propensão a ter problemas respiratórios e seu peso pode se reduzir em até 350gr. Outros dados se referem a estudos que constatarem que filhos de mães fumantes podem ganhar um atraso entre oito meses e um ano no quociente de inteligência (Ql.) quando eles estiverem entre os sete e 11 anos de idade.

A incidência de lábio leporino também é maior em bebês que tenham mães fumantes. Os componentes do cigarro podem, ainda, causar lesões na placenta, o que aumenta a probabilidade de acontecer aborto ou de parto prematuro. Se você fuma, a quantidade de leite que o seu organismo produz pode ficar reduzida e receber menos gordura. A ingestão de bebidas alcóolicasé outro hábito que não combina com a gravidez, sendo que, segundo especialistas, omáximo permitido é uma pequena taça de vinho, um copo de cerveja ou um cálice de licor em ocasiões especiais, ou seja, esporadicamente.

Ainda em relação às bebidas, as que contenham cafeína também devem ser reduzidas. No caso do café, ele aumenta a perda de líquidos, além de causar insônia e pode “enganar” a fome, fazendo com que você não se alimente bem. O mais adequado é beber muita água e tomar sucos naturais de frutas ou chás de hortelã, camomila, erva-doce, que são calmantes. Por outro lado, os chás mate, preto e verde também devem ficar de fora do seu cardápio, pois contam com cafeína em sua fórmula.

Se você é do tipo de pessoas que gosta de comidas bem salgadas e quando se serve coloca mais sal no prato ainda, é importante que mude esse hábito, não só porque pode fazer mal para o seu bebê, como para a sua própria saúde. O excesso de sal deve cair fora da alimentação de qualquer pessoa, ainda mais de quem tem problemas de pressão alta, já que pode agravar o quadro.

Cuidados gerais na gravidez

Por outro lado, alguns hábitos podem permanecer ou mesmo serem incluídos na vida de uma mulher grávida. Os banhos de sol, por exemplo, podem ser mantidos, desde que nos horários mais adequados e com o uso de protetor solar e chapéu. Eles fazem bem à gestante porque a elevação das taxas de hormônio nesse período pode causar mudanças na pigmentação da pele e ocasionar manchas. O normal é que elas saiam após o parto, mas se você prefere evitá-las, dê preferência à exposição solar das 8h às 10h e depois das 17h.

O mesmo acontece com os exercícios físicos, sendo que eles podem ser mantidos ou permanecerem no seu dia-a-dia. Além de fazer bem para o funcionamento do organismo como um todo, as atividades físicas melhoram o apetite, a digestão, o sono, a flexibilidade, o condicionamento cardiovascular e o tônus muscular. O melhor é que você faça exercícios regulares, moderados, sem se esforçar em demasia e de forma individualizada, e acordo com as suas necessidades e limitações, o que vai depender da sua idade e estágio de gestação. A caminhada também não pode ficar de fora, se constituindo em um ótimo exercício.

Você também deve dormir bem, preferencialmente, à noite, e quando achar necessário repousar por alguns minutos com os pés elevados. Já na hora de limpar a casa, atente para os produtos que você costuma utilizar, sendo o mais indicado utilizar uma máscara e luvas plásticas na hora de usar água sanitária , amoníaco e demais produtos fortes. Melhor ainda se você substituí-los por outras opções de limpeza. Quanto a viagens, é melhor evitar os longos percursos e no caso de viajar, é importante dar paradas para descansar.

Mesmo que as mulheres possam trabalhar até os dias que precedem o parto, é importante que você não trabalhe até a exaustão e no caso de atuar em locais que haja riscos ambientais (químicos, físicos e biológicos), áreas de insalubridade e periculosidade, procure se afastar deles o máximo que puder. Os remédios devem ser evitados, em especial, no primeiro trimestre e quando realmente necessários converse com o seu médico.

Deixe um Comentário

Nome (Obrigatório)

Email (Obrigatório - não será publicado)

Website

Message (Obrigatório)


Todos os direitos reservados Copyright © EuQueroEngravidar.com.br .